ANS atualiza indicadores relativos à atenção materna e neonatal

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou em seu portal dados atualizados relacionados aos indicadores de atenção materna e neonatal no setor de planos de saúde. Por meio do painel, é possível verificar as seguintes informações:   

Por Prestadores de Serviços de Saúde:  

  • Percentual de Parto Cesáreo (por Grupo de Robson)  
  • Percentual de Parto Vaginal (por Grupo de Robson)  
  • Notificação de eventos adversos ou queixas técnicas no Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária (Notivisa)  
  • Disponibilidade de Núcleo de Segurança do Paciente  
  • Percentual de partos vaginais assistidos por enfermagem obstétrica  
  • Percentual de partos cesáreos antes do trabalho de parto  
  • Percentual de nascidos vivos com baixo peso ao nascer (< 2.500g)  
  • Percentual de nascidos vivos com Apgar (método utilizado para a avaliação imediata do recém-nascido) menor que 7 no 5º minuto de vida  
  • Percentual de nascidos vivos por idade gestacional  

Por Operadoras:  

  • Total de Partos  
  • Percentual de Parto Cesáreo  
  • Percentual de Parto Vaginal  
  • Taxa de Consultas de Pré-Natal  
  • Taxa de acompanhante por mulher no pré-parto, parto ou pós-parto imediato  

A Agência passou a divulgar o Painel como uma estratégia da Fase 3 do Movimento Parto Adequado para promover a transparência das informações relativas ao parto e nascimento no setor suplementar de saúde. Os indicadores, que contribuem para a realização de pesquisas e diminuição da assimetria de informações do setor, podem ser consultados, por qualquer interessado, usando os filtros: por operadoras de planos de saúde e por hospital/maternidade. Os cálculos são realizados com base em dados extraídos do Padrão TISS (Padrão de Troca de Informações em Saúde Suplementar), do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC/MS) e em base de dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).  

A nova versão apresenta inovações na forma de apresentação das informações, como, por exemplo, os gráficos de tendência para o percentual de partos vaginais e os gráficos de barras para o percentual de nascidos vivos por idade gestacional e por grupo de Robson (metodologia que leva em consideração o risco da gestação).   Também foram introduzidos novos filtros, como faixa etária, escolaridade e raça/cor das gestantes, ampliando o potencial de estudos a partir dos dados disponibilizados no Painel.    

Confira a nova versão do painel de indicadores e as respectivas fichas  

Fonte: ANS. Acessado em: 25/12/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code